0
Items : 0
Subtotal : R$0,00
View CartCheck Out

Bruno Senna vence as 4 Horas de Xangai do FIA WEC

Embaixador das 6h de São Paulo conquista triunfo convincente ao lado de Gustavo Menezes e Norman Nato com mais de um minuto de vantagem ao rival mais próximo, trazendo mais expectativa para a etapa brasileira da temporada.

Embaixador das 6h de São Paulo, Bruno Senna conquistou a vitória nas 4h de Xangai, terceira etapa da temporada 2019/2020 do FIA WEC, ao lado de Gustavo Menezes e Norman Nato a bordo do carro da equipe Rebellion Racing, trazendo ainda mais expectativa para a etapa brasileira, marcada para o dia 1º de fevereiro.

O triunfo teve um caráter histórico: foi a quarta vez em oito temporadas da categoria que um carro não-híbrido venceu na classificação geral. E foi uma conquista bastante convincente, com os vencedores chegando mais de um minuto à frente dos novos líderes do campeonato, Sebastien Buemi, Kazuki Nakajima e Brendon Hartley, da Toyota.

Único piloto a ter vitórias nas quatro categorias do WEC desde o início da categoria, em 2012, Senna e seus parceiros agora ocupam a terceira posição no campeonato.

Já o trio que chegou à China na liderança, formado por José María López, Kamui Kobayashi e Mike Conway, também da Toyota, recebeu uma punição por ter queimado a largada e, com isso, acabou relegado ao terceiro lugar do pódio, diante dos dois carros da equipe LNT de Jordan King/Ben Hanley/Egor Orudzhev e Michael Simpson/Charlie Robertson/Guy Smith, nesta ordem.

Bruno Senna (BRA) / Norman Nato (FRA) / Gustavo Menezes (BRA) comemorando a pole em Xangai         

 

Na categoria LMP2, rolou a primeira vitória do ano da JOTA, com Antonio Felix da Costa, Roberto Gonzalez e Anthony Davidson – eles não venciam desde a etapa de Spa-Francorchamps de 2015 e deram à Goodyear o primeiro triunfo no Campeonato Mundial de Endurance. Feito impressionante para a companhia americana de pneus se considerarmos que esta foi apenas a 3ª etapa em que a marca do icônico dirigível participa do FIA WEC.

A equipe da casa, Jackie Chan DC Racing, junto de seu piloto local, Ho-Pin Tung, ficou com a segunda colocação, garantindo a festa dos chineses presentes no Circuito Internacional de Xangai. Este resultado deixou os chineses em 2º lugar no campeonato, somente atrás dos líderes, os holandeses da Racing Team Nederland, que terminaram na quinta colocação.

Representante brasileiro na classe, André Negrão largou bem e coletou ultrapassagens ao longo de seu stint. Largando em 7º, o atual campeão chegou a brigar pela segunda posição, mas, o carro #22 da Signatech Alpine Elf não conseguiu sustentar a vantagem deixada por André, que viu seus companheiros Thomas Laurent e Pierre Ragues cruzarem em quarto.

Pela categoria GTE Pro, a Ferrari de James Calado/Alessandro Pier Guidi, da AF Corse cruzou a linha de chegada em 1º, subindo no lugar mais alto do pódio. Porém, para a surpresa de todos, o que viria a ser a primeira vitória da Ferrari em solo chinês, foi anulada devido a uma inspeção pós-prova que detectou irregularidades técnicas no carro #51 Ferrari 488 GTE Evo.

Com isso, o Porsche 911 RSR de Kevin Estre/Michael Christensen ficou com a vitória oficial, e deixou a dupla da Porsche GT Team ainda mais disparada na liderança da classe. 10 pontos separam o carro #92 do vice-líder, também da Porsche, Gimmi Bruni e Richard Lietz, donos do carro #91.

Por fim, na categoria GTE Am, o Aston Martin de Jonathan Adam/Salih Yoluc/Charlie Eastwood, da TF Sport ficou com a vitória e assumiu a liderança no torneio de pilotos, e por equipes, da classe mais equilibrada do grid.

A próxima etapa do campeonato será as 8h do Bahrein, que será realizada entre os dias 12 e 14 de dezembro.

 

Confira o Resultado completo das 4 Horas de Xangai AQUI 

E a classificação completa do FIA WEC AQUI 

 

Por Felipe Vieira / 6 Horas de São Paulo & Bruno Vicaria